O papel do líder no pós-pandemia

Considerando que ainda inexiste uma vacina ou tratamento comprovadamente eficaz para curar a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, a Revista Science publicou artigo no qual afirma que podem ser necessárias medidas de distanciamento social até 2022, ainda que o confinamento não seja obrigatório. Além disso, para além da determinação de autoridades sanitárias, no novo normal pós-pandemia é esperado que as pessoas passem a evitar muitas aglomerações, como aquelas típicas do transporte público na hora do rush. É inevitável que haja uma expansão da prática de home office, mesmo sem ser regra geral. Daí surge a importante pergunta: qual o papel do líder no pós-pandemia. A gestão de recursos humanos continuará com elevada importância no mundo corporativo, agora ainda maior.

A tensão que cercará a volta ao trabalho presencial

Ainda que se confirme a esperada expansão do trabalho remoto, também chamado de teletrabalho, inclusive com o surgimento de regulamentações sobre essa temática, também é inevitável que a maior parte dos trabalhadores que deixaram de ir às empresas e escritórios voltem a fazê-lo presencialmente, ainda que em condições que diminuam as aglomerações.

É de se esperar que, após meses em casa e considerando uma pandemia que terá matado centenas de milhares de pessoas mundo afora, haja uma certa apreensão por parte dos colaboradores, ainda que possam estar animados com a oportunidade de interagir pessoalmente com a equipe, o que pode contribuir para melhorar o clima organizacional.

O que se espera do líder no pós-pandemia

Nesta situação, espera-se do líder no pós-pandemia, sendo que ele mesmo também estará sem ir à empresa há um tempo razoável, que explore ao máximo todas as potencialidades e oportunidades de interação pessoal entre a equipe que volta ao trabalho presencial, utilizando dispositivos de comunicação interna para estimular esses contatos, organizando workshops estimulando espaços de convivência, definindo novas metas e ações de reconhecimento, promovendo a produtividade para bons resultados.

A empatia e a escuta ativa serão demandas do líder para reafirmar a relação de confiança com o seu colaborador. Além disso, também é tendência que o mundo corporativo avance na compreensão acerca da importância de obter estruturas internas de apoio à inteligência emocional, suporte psicológico, promoção da resiliência nos colaboradores, comunicação assertiva (interna e externa), entre outras soft skills. O papel do líder será muito importante na melhoria da saúde emocional e aumento da motivação dos colaboradores em uma situação na qual muitos estarão inseguros e apreensivos.

Aprofundamento da utilização de ferramentas de gestão de projetos e processos

Considerando que a crise social e econômica ocasionadas pela pandemia não tem data que seus efeitos cessem, mesmo com o controle da crise sanitária, é de se esperar, salvo alguns setores específicos que se adaptarão bem às novas condições, que em muitos setores aumentará a escassez de recursos, aumentando a criticidade das tomadas de decisão do líder. Em caso de decisões equivocadas, a margem de manobra para consertar o rumo com o “carro em movimento” tende a ser menor.

Além do maior número de colaboradores trabalhando remotamente, é de suma importância que também haja o aprofundamento no uso de ferramentas de gestão de projetos e processos como: Trello, KanBan e BTrix24, entre tantas outras. Esta é uma ótima maneira de controlar de forma sadia as entregas e atividades de seus colaboradores, sem parecer um controle ostensivo. Além de otimizar a produtividade, tais ferramentas são bastante úteis para os colaboradores consigam enxergar com clareza a importância do seu trabalho e para a empresa como um todo, o que ajuda a cultivar o sentimento de propósito e mantém a equipe mobilizada.

Outra forte tendência para melhorar a tomada de decisão e gestão das pessoas, é a utilização da metodologia People Analytics. Cada dia ganhando mais espaço nas empresas, trata-se da coleta, organização, cruzamento e análise de dados, para se ter uma visão mais estratégica do papel de cada colaborador. Sendo assim, é possível tanto reconhecer um profissional que se destaca quanto identificar problemas que estejam ocorrendo, como baixa produtividade, pouco engajamento, insatisfação, alto índice de rotatividade, entre outros.

Conheça as soluções de RH da Personale Consultoria!

Ainda há muita incerteza sobre o novo normal pós-pandemia, mas é certo que haverá (já estão ocorrendo) mudanças substanciais no mercado de trabalho, no mundo corporativo e será ressignificado o papel do líder no pós-pandemia. Por isso, será de suma importância que sua empresa utilize os serviços de experientes consultorias de RH, tendo em vista a menor margem de erro nas tomadas de decisão.

Para isso, você pode contar com as soluções de RH da Personale Consultoria, empresa de consultoria em recursos humanos com quase três décadas de sólida atuação no mercado. Visite nosso site, entre em contato e conheça as soluções, nas áreas de recrutamento e seleção, trabalho temporário, terceirização de serviços, avaliação de potencial , gestão de eventos etc.!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *