Projeto de Lei 4302

As relações de trabalho devem ser modernizadas. A Terceirização existe há anos no Brasil, sem qualquer legislação. Assim, tanto empregados como empresários e prestadores de serviços não tem qualquer segurança jurídica e dependem de interpretações pessoais de juízes e procuradores.

As Empresas devem ter o livre arbítrio, definir o que é estratégico terceirizar e saber escolher bem o prestador de serviços.

Os empregados terceirizados tem todos os direitos trabalhistas garantidos e seus próprios sindicatos para protege-los.

Não é precarização.

No mundo, a Terceirização é uma realidade totalmente regulamentada.

Nós, prestadores de serviços, que trabalhamos de forma séria e sólida, estamos torcendo para a sanção deste projeto.

Aliás, aguardamos há 20 anos aguardamos este momento.

Marcia Costantini – Diretora Executiva do Grupo Personale